17 de dez de 2008

Dicas de presente de Natal




Para você meu amigo, você minha amiga e aos cunhados em geral, deixamos aqui humildes dicas de presentes para este final de ano:






Livro: Uns & Outros

Autor(a): David Nóbrega
Editora: VirtualBooks, 2008
ISBN: 978-85-60864-23-2
Categoria: Contos
Nº de páginas: 98
Preço: R$ 16,00 + despesas de envio




O LADO DURO DA VIDA Gerana
Damulakis
*


Conheci a prosa de David nos blogs, acho que no Canto dos contos.
Minha atenção se prendeu no conto “Suicida”, extremamente original, uma idéia de
primeira. Pedi autorização e postei o conto no meu blog. Mostrei para Aramis
Ribeiro Costa, ficcionista experimentado, que também gostou muitíssimo. Daí para
frente, venho seguindo sua produção e posso dizer que já tenho formada minha
impressão — sim, é uma crítica impressionista — a respeito da ficção de David
Nobrega. Seu ritmo é um predicado importante: geralmente veloz, o texto avança
rumo ao resultado sem concessões outras, porque importa mesmo é contar a
história. O que o autor colhe disto é a certeza de que seu leitor não deixará a
narrativa até que ela tenha sido concluída. E se conclui: o conto de David tem
começo, meio e fim, tem compromisso com o enredo e seu desfecho. Outra certeza
seria a satisfação da curiosidade, já que nada fica em suspenso; melhor dizendo,
o nó ficcional é moldado, toma a forma no clímax e se desfaz ainda no texto. O
que o autor conta ao longo das suas vinte e tantas histórias curtas do volume
está de mãos dadas com o lado mais duro da vida. A sensação é a de que nada se
lhe escapa, seja a doença, seja a solidão física e/ou anímica, seja a miséria. O
episódio detonador da narração está em plena concordância com a tragédia, não
começa com tudo perfeito ao redor e, de repente, surge o acaso destruindo a
calmaria. Não. Na contística de David entra-se de chofre na “tragicidade” —
palavra cara a Adonias Filho — com seus personagens e suas situações adversas.
Ao fim e ao cabo, estamos lendo atualmente a própria realidade monstruosa que
nos cerca, que nos atinge, que vivenciamos: violência, falta de relacionamentos
estáveis, solidão, doença. A literatura não está distante da vida mesma, está
reproduzindo-a porque, estupefata, se alinhou completamente com os dissabores,
com o lado duro da inexorável condição humana. Entre estes contos, destaco ainda
“Casual” e “Cruzamento”, Em “Casual”, que plasma justamente a superficialidade
dos relacionamentos, encontro um ponto muito alto da coletânea. Em “Cruzamento”,
confirmo a observação aguçada, na verdade, emblemática do contista. Destaco-os
como contos antológicos, assim como “Suicida”. O que vale dizer que a reunião
dos contos foi muito bem lograda, haja vista a existência de tantos exemplos
antológicos em um volume — em grego, antológico é inesquecível. Em suma, o que
temos são histórias que contam, e contam com estilo firme, com a mão de quem
sabe conduzir sua narrativa do começo ao fim sem tropeços e, ainda, que gera um
envolvimento total durante a leitura: não é pouco, portanto, o que aguarda os
leitores. Salvador, 4 de novembro de 2008



* Crítica Literária - Jornal Tribuna da Bahia



* * *



Livro: Ensaios Amadores…ou não!


Autor(a): Letícia Losekann Coelho
Editora: Scortecci, 2008
ISBN: 978-85-366-1242-3
Categoria: Poesia
Nº de páginas: 101
Preço: R$ 20,00 + despesas de envio

Eu sou suspeito para escrever sobre este livro, uma vez que a autora partilha a
vida comigo. Mas tento:
Ensaios Amadores…ou não! lança questionamentos desde
o título. Um livro de poesias onde a marca maior é a força da palavra. Por mais
simples que seja um simples verso, detém o poder tanto para inaltecer quanto
destruir o assunto a que se refira. Se em Doença temos o embate sentimental a la
Augusto dos Anjos, em Sinestesia… o amor em flor. Contrastes e questionamentos
tantos que podem ser verificados pelo leitor a cada nova e deliciosa página
virada.

Viram? Vocês nos mandam uma mensagem desejando Feliz Natal, nós mandamos a conta para depósito e os livros. Bom para você, bom para nós.
Enquanto isso, nós vai tucando u lujinha....