24 de nov de 2014

#UmVivaÀArte


O que tem de gente reclamando que está difícil encontrar arte... E sou um deles, pois desde que vi o tal vídeo "Macaquinhos" (desculpem, mas recuso-me a linkar aquilo) passei a considerar certas artes como expressão canhestra da involução humana.

Mas há arte sim, da boa, expressão cultural de quem  trabalha e não se deixa abater, como é o caso dos envolvidos no projeto piloto "Um Viva À Arte", produzido pela Gato Preto, com direção e roteiro do grande Seani Soares.

Assistam e divulguem! Um projeto desses não pode ficar só no piloto.


Abaixo, a resenha enviada pela produtora:

A Gato Preto e a Trailer Produções participaram do Edital Narrativas do Brasil 2014 com o Episódio piloto da web série "Um viva à arte". “Um viva à arte” é a conexão e o compartilhamento de artistas de artes variadas, de tempos diversos ate os dias atuais.
Na web série, Dina (Jaqueline Botosso) quer entender a forma como artistas de diferentes artes e épocas pensavam e se expressavam em tempos que não existiam as redes sociais. Sua amiga Edith (Julli Roldão), vive conectada e seus interesses giram em torno da vida de seus amigos pelas redes sociais. Trilha (Daniel Carneiro) quer dar o tom da conversa entre as amigas através da música.
“Um viva à arte” surgiu das conversas despretensiosas dos amigos Seani Soares, que roteirizou e dirigiu, e Mitchi Kwiatkowski, produtora executiva do piloto. Ambos são gaúchos, residem no Rio de Janeiro e dedicam o seu tempo a criar e produzir filmes, séries e web séries.
Roteiro e Direção: Seani Soares
Produção: Mitchi Kwiatkowski
Fotografia: Alex Teix
Make up: Gabriela Lima
Edição e Finalização: Alexsandro Palermo
E não esqueça! "Hashtag, Um Viva À Arte"!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..