2 de out de 2010

"Fiu, fiu" - O mito

    Dia desses fui levar meu filho no colégio, pois ele teve que ir ao médico e estava atrasado. Os alunos estavam no recreio, passava das 9:30 da manhã. Para minha surpresa escutei um assobio, aquele tipo de assobio de quem está te cantando. Olhei para o lado, confesso curiosa pois afinal de contas eu estava em um colégio, e vi um amontoado de pré-adolescentes rindo. Pensei comigo mesma que a mania de assobiar faz parte do DNA de alguns.  Continuei caminhando e escutei outro assobio ( do mesmo grupo de pré-adolescentes) e um deles falou: " Minha mãe, não era linda assim." Eu fiz uma cara de assustada olhando para eles! - Tenho diversas caras, uma para cada ocasião, e naquele momento eu devo ter inaugurado a cara de assustada master. -
    Não sei de vocês, mas eu acho muito ridículo esse tipo de assobio. Esse assobio é aquele que parece um cutucão no braço, e coisa que eu acho terrível é gente que tem necessidade de encostar em você quando conversa.  Por sinal, tenho comigo que quem gosta de escutar assobio na rua, não tem quem elogie em casa.      Reza a lenda, que se a mulher passar em uma obra e não escutar assobios é porque a aparência está terrível, eu já aconselho passar em uma obra quando se está com vontade de xingar alguém... Porque eu aproveito para destilar toda o peso do dia, xingando a mãe e as futuras gerações. Passar em uma obra é um exercício terapêutico para extravasar e testar todos os palavrões novos no mercado.
    Eu sigo a máxima que nunca vi mulher acenar ou agradecer um "elogio" na rua. O que vejo é ou a mulher ficar envergonhada, ou se sentir vulgar ou ainda xingar muito... Deixando toda a elegância descer ladeira abaixo. Nunca soube de alguma mulher que correu para entregar o telefone ou atirou beijo com a mão quando recebeu um assobio ou uma "buzinada". Por sinal se alguma criatura conseguiu êxito sendo chulo, comunique pois terei o maior prazer em reproduzir sua história de sucesso no blog.  
    O mundo está moderno demais para o meu gosto. O conceito de que é muito legal ser cantada na rua e que isso levanta a auto estima é errado. Ainda não vi mulheres emocionadas pois receberam cantadas na rua, normalmente a gente gosta de receber cantada de quem a gente gosta, namora ou casa.  Creiam, as pessoas interessantes não estão na rua  assobiando ou buzinando.  As pessoas interessantes estão ocupadas, casadas ou sem desespero de se atirar para qualquer um que passa na rua.  
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..