6 de jun de 2010

Medo

Meu filho Lucas diz que tem medo do escuro e prefere que deixe as luzes acessas do banheiro, para iluminar um pouco o quarto. Todos temos medo de alguma coisa, mas quando somos crianças confessamos aquilo que nos dá medo.
Adultos tem medo e com o tempo o medo é classificado por psicólogos e psiquiatras. Adulto que tem muito medo, precisa se medicar. E essa grande verdade nos faz ter medo de confessar o que nos amedronta. Para todos os tipos de medo, uma terapia, uma solução farmacológica e não acredito que isso funcione.
Antigamente tudo era mais simples, pois nem tudo era uma nova forma de doença. O medo faz parte da pessoa. Não falo no medo que te tranca em casa e te afasta do convívio social, mas o puro medo, simples.
Eu tenho medo do escuro também, não gosto da escuridão... Algumas vezes perco o ar olhando o nada do escuro.
Tenho medo de dirigir. A simples menção de segurar uma direção faz passar um filme em minha mente, onde além de causar um acidente seguido do maior engarrafamento da América Latina, me vejo saindo do corpo e gritando para todos: " Oi! Eu estou aqui!".
Tenho muito medo de morrer. A morte em si, essa não me dá medo... Mas tenho medo de deixar quem eu amo. Muito medo de deixar meu filho, meu marido e nunca mais sentar para conversar na sala com meu pai ou com a mãe na cozinha. Soma-se ao medo de morrer, o medo de contrair uma grande doença, como o câncer por exemplo. Não sei se eu me sentiria bem careca ou tendo enjoos o dia inteiro. Não sei como viveria se recebesse um determinado tempo de vida. Se viver sem saber quando vai se morrer é um tiro no escuro -- 'encarável', por assim dizer --, imagine viver sabendo quando vai morrer.
Tenho medo de ladrão, assaltante, sequestrador e das drogas. Tenho medo de armas, de pessoas mal-encaradas e de indivíduos que caminham de forma suspeita.
Tenho medo de deixar a casa sozinha, muito medo de que meu gato Juarez não volte para casa e medo que Heitor, o cachorro, fique doente novamente.
Tenho medo de não conseguir me controlar quando devo, e medo de tomar choque no banheiro.
Morro de medo que algo aconteça com as pessoas pessoas que mais gosto. Muito medo que alguém faça alguma maldade a meu filho.
Os medos movem a vida diferente. Nos fazem ter mais cuidado e ser intensos. Sou uma pessoa intensa que acredita nas pessoas mas duvido um pouco delas. Sou equilibrada entre a bondade e a maldade, tenho consciência que o mundo unido, belo e florido é utopia.
Alguns dizem que quem tem cu, tem medo. Como o cu faz parte da vida dos seres viventes, concluo que todos sentem medo de algo. Na verdade, quem respira tem medo.


7 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Livre para opinar, mantendo a educação..