24 de jan de 2009

De novo a dengue e a febre amarela

Esse final de semana, iríamos passear em Candelária, uma cidade perto de Santa Cruz que é muito bonita e tem diversas atividades para fazer. Porém, nos lembramos que em Candelária, existe a suspeita de casos de febre amarela... Resolvemos ficar em casa, olhando filmes e indo a academia para não correr risco nenhum de contágio.
Sobre a febre amarela:

A febre amarela, é uma doença infecciosa, causada pelo vírus amarílico. A doença ataca o fígado e os rins e pode levar à morte. Existem dois tipos diferentes de Febre Amarela: a urbana e a silvestre. Nas cidades, o transmissor da doença é o mosquito Aedes aegypti, e nas matas são os Haemagogus e Sabethes, que picam os primatas. A febre amarela pode ser prevenida com vacinação, e o mosquito Aedes aegypti pode ser combatido evitando a disseminação de Dengue e Febre Amarela.

Sobre a dengue, é importante ressaltar que os mosquitos transmissores dela são o Aedes aegypti e o Aedes albopictus(vetor de dengue na Ásia, no Brasil não existem provas). Para prevenir os mosquitos que transmitem dengue e febre amarela, as precauções são as seguintes:














Ano passado, tivemos um surto de dengue e de febre amarela na Brasil, para esse ano creio que não vai ser diferente. Se cada um fizer sua parte logo ( coisa que estamos carecas de saber), os casos diminuirão de forma considerável.
Uma receita caseira para impedir o desenvolvimento de larvas do mosquito Aedes aegypti, que foi descoberta pela cientista e bióloga Alessandra Laranja:
  • Para fazer a solução que pode ser aplicada em pratos, plantas ou até mesmo jardins e hortas que acumulem água você vai precisar de 2 colheres das de sopa de borra de café misturadas em meio copo de água. Depois de pronto você já pode começar a aplicar o conteúdo. Se precisar de mais, faça sempre na proporção indicada, ou seja, 2 colheres de borra de café para cada meio copo de água.

  • Outra receita com a borra de café é usá-la diretamente nos vasos, sem a diluição em água. Desta maneira você estará também adubando de forma ecológica as plantas. A diluição da borra de café vai acontecer naturalmente, na medida em que a planta for regada.

  • Não se esqueça que a borra de café pode ser aplicada também em outros locais da casa que acumulem água como, por exemplo, nos ralos e até mesmo na terra do jardim ou poças que se formam com a água da chuva.

A borra do café para quem não sabe, é o pó que fica no coador depois de passar o café.

Informações mais completas nos sites: Apromac.org e dengue.org
Imagens utilizadas no post do site: dengue.org