1 de ago de 2010

Twitter and me



O twitter é uma ferramenta interessante, ao permitir uma conexão variada, rápida e curta entre os mais tipos diferentes de pessoas. Para a Letícia e para mim funciona bem por razões variadas: como escritores, nos serve como termômetro das ideias que temos para novos textos, e como editores, nos possibilita uma visão do gosto literário de possíveis consumidores, enquanto nos permite analisar os escritos de outros autores que possam se interessar em publicar conosco. Cento e quarenta caracteres representam um gota ínfima da realidade literária de alguém, mas pérolas e diamantes são valorosos em sua pequenez, pois não?
Porém existe o 'lado negro da força', o desânimo em determinadas situações que o twitter nos dá oportunidade, por ser uma vitrine dinâmica, em presenciar. Situações que me deixam, por não existir uma palavra melhor para representar a emoção, puto em ver:

1) Aplicativos: Não, eu não gosto de Máfia Wars e não quero saber de seu nível ali. Não me interessa que você respondeu a sei lá qual pesquisa para saber que filme você seria. Além de expor sua conta à invasão, já que para poder acessar á minha você deve ter fornecido senha, expõe-se também ao ridículo, ao se preocupar com futilidades que pertencem a seu foro íntimo. Logo, ao se cadastrar nesses aplicativos, procure saber se não ficará enviando DM´s irritantes a seus coleguinhas de twitter;

2) RT´s infinitos: Existe o tal de Follow Friday, representado pela hashtag #FF. É uma gracinha, todo mundo que se conhece se indica e de vez em quando, raramente, pode acontecer de algum de seus indicados ser seguido por sua causa. Legal né? Mas me diga qual o valor em ficar dando RT sobre uma indicação feita a você! E por quê a pessoa que te indicou dá RT em seu RT? E você, legal, dá RT sobre o RT que foi dado sobre seu RT. Não dá para ser menos egocêntrico, achando que você é interessante ao ponto de achar necessário retuitar qualquer coisa que apareça seu 'nome de guerra'?

3) Scripts de followers: Eu NÃO QUERO 20.000 pessoas me seguindo, porque gosto de interagir com as pessoas. Quase todos que me adicionam, eu adiciono de volta, desde que não esteja, em sua timeline, coisas como 'aki tá xuvenduuuu' (leia item abaixo). Interação é o grande barato desta ferramenta, logo acredito impossível gerenciar tanta gente. Além disso, 90% desses scripts adicionam contas fake, robôs, que não são NINGUÉM! Então não seja chato em ficar propagandeando esse tipo de besteira;

4) Linguagem de internet x burrice: Nada contra as abreviações de internet, necessárias quando você tem que se exprimir em 140 caracteres. Então, os vc, aki, tt, rt, tbm, etc, são aceitáveis, por necessidade. Agora, venhamos e convenhamos, CONCERTEZA, FASSO, ACISTI, COM CORDO, COM MIGO, e outras semelhantes não fazem parte nem do aceitável, nem do português. Isso chama burrice e é óbvio que o MOBRAL deveria ainda existir. eScRevE disTAh maNERah Tb ME fAixXx kORRE diSEmbeSTadeenHu pRAh Forah Di suAH tImELINe...... Puru odiU...MsM!!!!!;

5) 'Sou bonito(a), logo existo': Você está caçando na net? Ótimo para você, mas não para mim. Sou muito bem casado e se você acredita que, por ter uma fotinha bonita em seu avatar me fará te seguir de volta, danou-se. Prefiro um(a) feio(a) inteligente a um(a) bonito(a) burro. Não que um exclua o outro, mas o que quero dizer que o interessante é trocar ideias e não babar em avatar de Photoshop, capicce?

6) Para terminar, a orkutização do twitter, os #qualquercoisaday. Se você é um voyeur e precisa de um dia especial para ver gente de lingerie ou um recalcado sexual que só tem orgasmo no dia que o povo do twitter agendar, procure um psicólogo. Ou um psiquiatra. Ou agende uma #orgiaday com seus coleguinhas que pensam da mesma maneira que você e curem suas taras. Mas não poluam o ambiente com 'brincadeiras' sem noção, onde o que vale é ver quem rouba a melhor foto de uma site pornô, dizendo que é foto de si próprio.

 Se você não concorda com nada disso, paciência. Mas se essa linha de pensamento -- exclusivamente minha -- lhe agrada, bem-vindo ao clube dos ranzinzas. Se você me seguir por causa deste texto, terei prazer em seguí-lo também.

(Imagens caçadas no Google) 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..