6 de ago de 2010

A primeira DR entre eu e meu cérebro

- Acordei com vontade de ser Chico por uma hora, Vinícius por um minuto e Hilda por um segundo. Isso bastaria para oxigenar, fazer pensamento latir e o mofo passear.


Ah, como você me irrita quando escreve sobre o mesmo assunto.

- Ao menos eu tenho noção que é irritante, diferente de outras pessoas que estão sempre se repetindo. -


Escreva sobre vento, mar, infância, política, hipocrisia, doença... Mas escreva guria, precisamos terminar o livro!
- Posso ficar mais um ano sem terminar... Posso ficar mais uma semana sem fluir, mas me nego a não evoluir. Não escrevo mais sobre os mesmos assuntos, minha paciência já grita e "não salvar" virou normal. Não salvo mais porcaria, nem tudo é legal, não quero as mesmas linhas e a língua grita a indignação na mão-


Leia mais, pense mais, veja pessoas, crie uma crise... Seja a crise. Já sei!! Fique deprimida, saltite a felicidade. Faça a erosão de tudo em tudo.

- Erosão de tudo em tudo? Curti...Soa poesia, batuca na testa como poesia. Mas prometo, se eu sentar na frente do computador para tentar fazer algo com essa frase, não acontece nada. Vou moldar, fazer dois versinhos em cima e pronto... Acabou a cria. Isso é praga de madrinha, galinha preta enterrada na cozinha. ( Não arrumo mais explicação para esse limbo ) -


Mude então, escreva crônica, conto, romance. Você mesma falou que é bom modificar... Use seu próprio conselho. Modifique que tudo vai fluir, vai dar certo. Guria, pense positivo!
- Pensamento positivo, reza, oração... Já te disse que não acredito nessas coisas? Eu fico fria, gelada, não faço oração para me dar bem. Se existe o "papai do céu" ele está mega ocupado com guerras,pobreza e miséria. Eu realmente espero que você aceite meu ponto de vista e não fique tentando enfiar na minha cabeça que rezar adianta, ok? Não vou forçar você a pensar que rezar não adianta, por exemplo.
Lembro de ter dito para você mudar. Me diga se adiantou? Porque não funciona comigo. -


Daí fica difícil conversar contigo! Você precisa ter fé em algo e respeitar minha opinião!

- Mas quem disse que eu não respeito sua opinião? Eu disse que não vou te obrigar a acreditar no que acredito, né? Então que papo é esse de respeite minha opinião? Me escute. Escute inteiro... Não só a parte que lhe interessa, poxa! -


Quer ver um exemplo: Semana passada eu queria comer toda a barra de chocolates, lembra? Mas você, resolveu esconder de você mesma e comeu só metade!

- Óbvio que escondi! Eu estava tendo uma crise de ansiedade. Queria alimentar a ansiedade e não matar a fome! Eu conheço a gente melhor que ninguém! Não me diga o que fazer! -

"Eu conheço a gente melhor que ninguém" É sobre isso que me refiro! Você sabe tudo, entende de tudo e eu não sei nada. Eu abro mão das coisas que pensamos, você não.

- Eu só disse que queria ser um grande poeta por uma hora, por um minuto e por um segundo. Por que tu tira minha concentração e atravessa os assuntos? Sabe, só falei que queria ter assunto... Só isso! Tu infelizmente quer brigar, eu não quero! -

Ok, parei! Fico quieta observado! Foi você que iniciou esse assunto todo.
- Essa é a questão... Quem disse que eu estava falando contigo? Tchê, relaxa, nem tudo que falo é para você se manifestar! -

Já entendi, está dizendo que eu atrapalho!

- Algumas vezes, atrapalha. Já observou que tu não termina os assuntos e adiciona todos no mesmo contexto? Isso não dá certo! -

Tá bom! Fique você com suas manias!

- Não é mania, ok? É autocrítica que não funcionou porque não corrigi. Assumo meu erro e prometo que vou tentar melhorar para o nosso bem.  -

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..