27 de ago de 2010

O radicalismo da Mulher-super

Escutei uma vez que "as mulheres cada vez precisam menos de homem", o que me fez pensar: Estamos criando um mundo lésbico? Todas as mulheres já conseguem matar baratas e abrir vidros de conserva? Criamos uma forma de reprodução sem precisar de espermatozoide? O que quer dizer afinal de contas esse "precisam menos de homem"?
Pensei tudo isso e não externei para não dar motivo ao "apedrejamento", sendo que o ambiente que eu estava naquele momento não era muito propício para uma brincadeira nesse estilo. A única pergunta que fiz foi: "Como assim? " De resposta recebi todo o resgate histórico do papel feminino, misturado com estatísticas e números que comprovam diversas teorias sobre o "rebaixamento da mulher na sociedade", além de ter que escutar que TODOS os homens são isso ou aquilo e mais uma montanha de conceitos sobre o universo masculino. Emudeci, fiquei quieta o resto do tempo que durou determinado evento e concordei com tudo.

A mulher-super não precisa de homem na verdade e quer que todas as mulheres tratem seus maridos como objetos ou empregados dentro do lar. Quer que os tratem exatamente como não querem ser tratadas. A mulher-super quer competir com o homem e não viver em conjunto. Quer dar o troco e ser superior!
O que penso disso tudo? Besteira líquida e certa!

A mulher-super não vê o ato de servir um café para o marido como uma coisa para agradar e mostrar amor, vê como rebaixamento da espécie. Não acha correto a amiga comentar que chegou cansada em casa e teve que lavar a louça, porque o marido também estava derrubado -- isso é escravidão!

A mulher-super escraviza diversas outras fêmeas na forma de suas empregadas e não se dá conta de sua atitude "machista" com as iguais.

A mulher-super na verdade não se decidiu quanto ao que quer da vida, porque está sempre cobrando que os homens sejam cavalheiros, paguem restaurantes, as contas de casa e tudo mais. A mulher-super é um poço de preconceito!

Acredito na importância do papel da mulher mulher na sociedade; Claro que existe muita violência ainda contra a mulher e em alguns setores industriais e comerciais, as mulheres ganham menos que os homens. Mas vem cá? Não precisar de homem? Desculpa, mas eu preciso de meu marido, meu filho, meu pai, meu irmão, meus amigos! O que não é preciso é surgir a mulher-super que é feminista em grau maior que qualquer machista e tem a visão de escravização do homem.

Mulheres dominando o mundo? Só depois que todas dominarem sua própria TPM.

Sou machista? Lógico que não! Sou equilibrada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..