14 de jul de 2010

O "Anszubusmandafolha"

Algumas palavras quando ditas de longe ou quando o interlocutor não abre a boca direito, soam estranhas. Eu por exemplo, finjo que escutei quando a pessoa não é muito chegada, aceno de longe e faço meu sorriso de "Tudo, ok! Não entendi, mas concordo." Com as pessoas que convivemos tudo é diferente. Temos a coragem de perguntar -- "Hã ?" --. Ou ainda pedir de forma não muito delicada: "Fale alto, criatura!".


Existem algumas vezes que realmente a pessoa fala direito a palavra, mas meu ouvido me engana e escuto um embaralhado de letras que não consigo contextualizar. Isso ocorre quando não uso a palavra de forma cotidiana e só a vejo/ouço em ocasiões raras.

Pois... Certo dia, David e eu estávamos conversando na sala sobre uma mega "rateada" que a Folha publicou. Relataram um assassinato e na mesma reportagem colocaram o nome do local, qual era a promoção do dito supermercado, a marca e preço da faca que o meliante esfaqueou o outro cidadão. Ou seja, o que era para ser uma tragédia, virou uma mega propaganda do supermercado. David enviou um e-mail para a Folha, dizendo que esse tipo de reportagem era absurda! Transformaram um episódio triste em palco.

David: "Amor, te disse que o "Anszubusmandafolha" me respondeu?"

Eu: "Hã?"

David: "Hã?"


Na hora pensei que David estava tento um AVC em minha frente, pois o que era "Anszubusmandafolha"? O que ele queria dizer com aquilo?
Fiquei olhando de forma suspeita para David e ele passou a me olhar tentando imaginar o que se passava em minha cabeça. O que se sucede saiu automático de minha boca:

"David, levanta os braços..."

Ele levantou rapidamente as mãos acima da cabeça e soltei um "ufa" de alívio. A partir daquele dia, quando falamos algo que o outro não entende, automaticamente levantamos os braços para não mostrar que estamos tendo um AVC. É um código "interno" e garanto que facilita e muito a vida do casal.
Outra dica é pedir para o interlocutor sorrir -- funciona também. Se você encontrar conosco em algum lugar e do nada um de nós levantar os braços, já sabe... Foi porque o outro fez cara de " Não entendi porra nenhuma do que tu falaste!".
Sobre o "Anszubusmandafolha" você já sabe o que é, né? Ignore o que escutei e preste atenção no contexto, fica fácil de entender.



PS do David: Pessoas, o que eu queria dizer e que a moça aí acima não entendeu é "Ombudsman da Folha", certo? Se você também não entendeu, mesmo lendo, erga os bracinhos que a gente socorre...
Share |

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..