27 de jun de 2010

Falta constrangimento

O bom senso morreu, a falta de vergonha na cara fugiu e o constrangimento se escondeu. Falta constrangimento, falta aquele acanhamento que nos faz pensar vinte vezes antes de fazermos algo que temos dúvida se é correto, se não vai prejudicar alguém, se não vai ferir algum princípio. Ah, o princípio... Esse tão esquecido "indivíduo", essa palavra sumida e deturpada pelos anos de mau uso.


Falta constrangimento na hora do ato. A liberdade -  mais que a liberdade -  nos proporciona a sensação de inteligência absoluta. Não precisamos, ouvir, escutar... Lemos o que queremos, fazemos o que pensamos. Não existe contraponto, a discussão é um amontoado de gritos surdos e tapas na tribuna  de portas batidas na cara.

Falta constrangimento na ação. Os anos passados só significam algo quando queremos foder mais com o tão surrado conhecimento de quem ainda está em formação. Eu disse, formação? Perdoem, tem horas que esqueço que todos já nascem prontos, sabidos de suas verdades, rasgando os livros históricos de quem pensou por mais de uma geração.

Falta constrangimento na conclusão do pensamento. Uma hora eu digo "fora alguém", mas esse alguém está tão encruado, tão soberano bebendo da mesma água de meus iguais que acabo entrando em desespero. E no desespero, não tenho coerência, culpo o aproveitador pelo aproveitamento.

Falta constrangimento, aquele embaraço. As bochechas não ficam mais rosadas... Para isso é necessário carregar no rouge para dar a falsa impressão de que existe um pouco de vergonha na cara. Falta sim, o insight que nos faz pensar antes de agir e vomitar nossos discursos que não tem mais valia, caíram em desuso, servem para meia dúzia de gatos pingados.

O constrangimento se escondeu. Deixou de existir e nem mentindo vemos sua sombra, aquele momento que os olhos se desviam. Os olhos denunciavam o constrangimento...Hoje já são mestres em enganar.


Share |

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Livre para opinar, mantendo a educação..