25 de mai de 2009

Papo de mulher


Mulheres nunca estão felizes com seus cabelos, isso já se tornou lei e é cada vez mais raro ver mulheres dizendo: "eu amo meu cabelo natural como é". Bem... Eu e meu cabelo temos uma vida a parte, detesto ele e sempre bate aquele momento de loucura e vou ao cabeleireiro faço um corte, luzes e "tcharararam"... Sinto que meu cabelo me ama! Isso até lavar o cabelo e tentar fazer igual ao que o cabeleireiro fez... Daí meu cabelo se revolta e desisto... Os mantenho presos como sempre.
Mas atualmente noto que mulheres também nunca estão felizes com seus peitos. Quem tem pequeno quer por, e quem tem grande quer tirar. Uma insatisfação geral, e com a banalização (?) e facilidade da cirurgia plástica, colocar peitos virou tão básico quanto ir ao cabeleireiro. Eu assisti esses dias um programa na GNT, que a moça tinha tanto complexo por ter peito pequeno ( e juroportudo que nem era tão minúsculo) que não saia mais de casa e chorava em lojas quando experimentava roupas. A outra resolveu fazer uma espécie de vaquinha virtual ou é um concurso virtual ( não sei direito, mais é coisa do povo Britânico) para receber peitos de presente. Acham que é exagero? Vocês não viram nada! Outra ficou sei lá quanto tempo com uma bomba de sucção nos peitos para quem sabe, assim... Aumentar por vias "normais", sem cirurgia. Isso quase atrapalhou o casamento dela, a "parafernalha" que usava para dormir, mais aparelho de sucção e a bomba... Acabaram afastando ela do marido.
Ontem assisti o contrário! Moças com peitos tão grandes que não conseguem nem cruzar os braços para frente, não entram em nenhuma roupa direito e se sentem vulgarizadas e diminuídas pq todos acabam olhando só para os peitos delas... É como se elas só fossem aquilo! Achei triste! Relatavam dores nas costas, nos ombros e sem dúvida o que mais me chamou atenção foi o fato de serem apontadas mesmo como pessoas vulgares... Uma fez um teste com as amigas e foi passear no shooping. Não tinha uma criatura que não olhava do pescoço para baixo, a menina ficou constrangida, me deu pena!
Depois de assistir as que tem demais e querem diminuir , fiquei com aquela sensação de que quando não temos mais o que inventar para reclamar... Começamos a criar mais problemas e complexos na vida! E isso não é só com cabelos ou peitos... É com o peso, com a aparência em geral, com os filhos e por fim... Os maridos! Não considero essa busca pela perfeição estética coisa da sociedade ou da mídia, a culpa é nossa que somos consumidoras desses produtos.
Haverá o dia em que encontraremos próteses de silicone no supermercado e que cirurgia plástica vai ser feita até em banheiro... Daí inventaremos mais problemas e cada vez maiores, mais caros e que sejam bem perigosos para nossa saúde.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..