20 de nov de 2008

Algumas coisas

Então... Andamos meio sumidos, sem tempo para a net! Estamos em plena correria, mas logo logo atualizamos direitinho nosso blog bem como a leitura no blog de vocês.
Viram a imagem que o David fez? Pois é pessoas... É para lembrar um pouquinho do antigo Aqui não Genésio, blog do David; e do Letícia Coelho, meu blog. Blogs "nervosos" sobre política, que faleceram antes de juntarmos nossas escovas de dente em blogs e vida real!
Porém, aqui nesse espaço cultural... Postaremos alguns textos nossos sobre política, assuntinho bom para destilar o veneno. Para abrir nossos pitacos sobre o tema, aí uma frase interessante do "operário mais bem pago do Brasil":
"O problema é o medo. As pessoas que estão trabalhando vão ficando com medo de perder o emprego. Por conta disso, as pessoas não fazem mais compras. O que pode acontecer? O desemprego de que tanto tem medo."
Essa brilhante frase foi dita por Lula... Dando a impressão de uma espécie de conselho aos consumidores. Triste né? Pois, esse é o Presidente que tu elegeu, o mesmo que não houve nem sabe de nada... O mesmo que tem como profissão - ser sindicalista - e pede para o brasileiro consumir mesmo quando tem medo de perder o emprego para movimentar a economia... Falta pouco para criarmos o factóide " american dream tupiniquin"... Comprar casa e carros em diversas prestações, financiar e não pagar... Conseguiremos quebrar mais o Brasil assim?
A solução é "alugar o Brasil"... E definitivamente não pagar nada!

***************************************


Faz algum tempo, a Flor convidou - nos para participar da blogagem Interlúdio com Florbela, que vai acontecer no dia 8 de dezembro , que é a comemoração do nasicmento de Florbela Espanca. Eu adoro Florbela, e já postei no blog alguma coisa sobre ela, e sobre minha amiga querida Stella Vives, que faz uma performance emocionante de Florbela.
O selo da blogagem é esse aqui, quem quiser participar vai no blog da Flor e diz: vou participar!Um pequeno UP DATE da postagem sobre Florbela e Stella Vives no dia 24 de setembro:
Stella Vives, como Florbela


Toda a pessoa, deveria ler Florbela Espanca... Uma das maiores poetas que dividiu suas letras com o mundo. Poesia é muito do gosto de cada um, e eu passei a gostar de Florbela Espanca, quando assisti a apresentação da querida amiga Stella Vives.
Florbela, escreveu sua primeira poesia aos 7 anos e desde essa época sua preferência por temas melancólicos e escusos se mostram latentes. Florbela, queria ser mãe e nunca conseguiu, casou - se 3 vezes e tentou o suicídio por 2 vezes.
A poesia de Florbela mesmo diante da melancólica tem vida, fala por si só! Apesar da sua vida sofrida lotada de preconceitos por suas ações, ela foi a primeira mulher a cursar a Universidade de Lisboa e foi precursora do movimento feminista em Portugal.
Stella Vives, faz atualmente a performance de Florbela Espanca... Veste roupas da época e declama poesias. No ano passado, tive a feliz oportunidade de participar de um sarau com a Stella... E fiquei emocionada com a maneira como ela nos apresenta Florbela. Stella Vives, participou da exposição "Porto Alegre: Imagem e Poesia"... Emprestou suas letras em três fotos que o David tirou de Porto Alegre e agora nos convida para participar da sua performance no dia 8 de Outubro das 16h 30min ás 17:00 na sala 2 do Pub John Bull em Porto Alegre.


A poesia de Florbela:

"Eu (Florbela Espanca)

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada... a dolorida...

Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,

Impele brutalmente para a morte!

Alma de luto sempre incompreendida!

...
Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...

Sou a que chora sem saber porquê...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,

Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!"