6 de dez de 2010

Agatha Christie puxou meu pé.

Eu estou lendo um livro da Agatha Christie, muito bom por sinal. Tão bom que essa noite invadiu meus sonhos e se fez presente a ponto de eu sonhar com o que li, como se fizesse parte do livro.
***
 - 6:00 horas Lucas veio me chamar e eu respondi para ele que a revista cultural-9 estava quase pronta. Ele ficou sem entender.  Gesticulando repeti que a Revista Cultural-9 estava quase pronta.

- Enfim, acordei dizendo para David que o assassino do livro de Agatha não era o assassino e que eu sabia quem era o verdadeiro assassino.
Sonhei com o crime. Bem na hora que eu me servia de coquetel de frutas, vi o crime e pensei: " Quem se matou, Beto? " "Quem se matou Beto", é um livro que a Tati Cavalcanti está escrevendo e eu estou lendo em partes e dando meus pitacos.

 - Quando dei meu depoimento para o detetive sobre o crime, eu me vi sentada vestida de branco, como se eu fosse a "Louca", personagem do livro do David. E eu era loira, com o cabelo todo picotado parecido com aquele cabelo horrível da Angelina Jolie no filme "Garota Interrompida".

 - Depois de acabar o depoimento para o detetive, pensei em entrevistar Agatha para a Revista Cultural-9, afinal de contas ela e Kafka fazem com que eu leia até as 3:00 da manhã e permaneça no livro.

***
É... E esse ano que não acaba, pessoas? Não sei de vocês, mas eu estou precisando de um descanso para a cabeça.  Tico, Teco, Huguinho, Luizinho e Zezinho estão se debatendo no quintal do cérebro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livre para opinar, mantendo a educação..