17 de fev de 2009

As coisas que me irritam


Existe mais ou menos umas duzentas coisas que fazem meu corpo se contrair, e me deixam puta da vida. Sabe aquela sensação de : "pularei naquele pescoço se não ficar quieto" ? Bem nessas! Mas óbvio, que no mundo civilizado, ninguém pula no pescoço alheio... Isso é o que nos difere dos animais e dos bandidos. - Qual gatilho que faz um individuo matar, roubar, destruir... E virar bandido de fato? Se aproximar dos animais? Não sei... Se alguém souber me conta. Mas acredito que seja aqueles 5 segundos daquela sensação odiosa de querer ferir, e não ferir captaram? E o querer ferir, e realmente ferir... Esses tem um lugarzinho guardado no presídio, e quando falo que quem fere merece ser ferido, não é por ser desumana, uma pessoa do mal... Considero como um dente que precisa de tratamento de canal, e vamos 10 vezes ao dentista até ele arrumar, e depois de 3 anos o dente dói de novo. Dentistas desenvolveram a mania de querer "salvar o dente" , para mim quando acontece pode arrancar... Detesto dor, e mais ainda quando sei que sentirei novamente. Bandidos, merecem sofrer e ...Honestamente? Dane - se os direitos humanos para quem trata mal humanos... Tem tanto cachorro perdido na rua que não mata, não estupra, não arranca pedaço de ninguém. -
Enfim... Não é bem isso que quero escrever, disse que existem umas duzentas coisas que me deixam puta da cara, mas braba mesmo, tão braba que acaba se refletindo no organismo... Posso estar sendo repetitiva mas minha gastrite tem um fundo nervoso complicado, nada melhor do que escrever o que faz ela saltitar.

- Hipocrisia. Mas daquela que dá enjoo mesmo sabe? Do tipo, tu detesta a criatura e precisa conviver... Principalmente pq dizem que é da "família". Eu já tenho meu círculo de família bem restrito, do tipo: pai, mãe, filho, marido, enteados, sogro , sogra e cunhados, primos, tios, primos segundos, etc... Os engodos tirei da minha listinha... Só fazem aumentar a gastrite.

- Brigar com alguém pq não aceito a maneira como essa pessoa é. Nunca mais faço isso. O que me adianta brigar e discutir com alguém que não vou mudar? Pq querer que os outros mudem? Essa do discutir já conhecendo a pessoa... Passo adiante, não faço mais.

- Discutir por discutir. Opaaaa isso é passado distante, agora simplesmente risco do meu caderninho e não troco mais uma palavra. Mas respondo de forma educada ( isso me cheira a hipocrisia, então evito encontrar)

- Quando me criticam, e eu aceito na boa a crítica ( ou não). Mas quando faço a contra - crítica a pessoa diz que não tenho razão. Aí entra o entender que realmente não somos perfeitos ( isso já entendi faz tempo), mas tenho que aceitar críticas e não posso criticar? Isso eu não entendo, e sim me gera um bom rombo de gastrite no estômago.

- Detesto pessoas que criam teorias e tentam passar adiante como se fosse verdade, ou uma grande inovação... Por pura falta de habilidade e talento. É tipo assim, eu não sei desenhar... Mas tento e as vezes recebo um elogio, porém internamente sei que não tenho habilidade coisa nenhuma para desenhar... Insisto... Acho um programa de computador que me garante desenhar melhorzinho... E espalho: Odeio desenhos feito a mão, o lance é desenhar pelo computador, pq tudo é informatizado hoje em dia né?

- Tenho pavor de gente com mania de perseguição. Principalmente virtual... Do estilo assim... Eu coloco meu msn em minha página, uma foto mais ou menos, escrevo meus textos inéditos e... Reclamo se me mandam e-mail, odeio se minha foto vai parar em uma montagem e mais ainda faço um escândalo quando copiam meus textos pela internet. Daí resolvo dizer que existem regras de convivência na internet. Mesmo sabendo que NINGUÉM cumpre regras e mais ainda na internet. Desculpa pessoas do bem, mas se contarmos com a boa intenção de todas as pessoas do mundo, ficaremos com muita gastrite. E mais se houvesse a boa intenção de todas as pessoas do mundo, não haveria guerra e a paz mundial seria estabelecida. O ser humano é complexo, não se espera que todos tenham as mesmas atitudes. Logo, não faça escândalo por coisas que você deixa se tornarem públicas... E sim pelamor... Pare de escrever e nos poupe de reclamações. Feche o pc e leia um livro.

- Eu posso, mas tu não pode! Isso me irrita de um tanto que não tem explicação. Por exemplo, se eu roubo alguma coisa, eu sou um ladrão, mas se tu rouba, foi um lapso momentâneo e nem pode ser considerado roubo, "uma coisinha tão simples assim"... Captaram?

- Ingenuidade. Tenho vontade de pular e esbofetear pessoas "ingenuas". Mas a ingenuidade do mal, entendem? Do tipo assim... "Que horror.... Nunca falei mal de ninguém, nunca comentei algo sobre a vida dos outros, e isso está acontecendo comigo??? Mas pq isso, logo comigo uma pessoa tão boazinha??" É aquela velha historinha de ação e reação... Em algum momento o ingenuo de plantão errou, só é difícil assumir um erro.

Eu precisa fazer isso sabe? É que as vezes recebemos cada e-mail, cada texto que revolta as entranhas. E o mundo de fadinhas existe sim... Mas ele é na Disney não por aqui...

- Todas as imagens desse post foram retiradas do pai google, se alguém quiser reclamar a autoria, por favor o faça nos comentários que colocarei os devidos créditos com a maior alegria.


Visite o Site e o Blog da Editora Novitas!